segunda-feira, agosto 31, 2009

RETRATO AMADO


Vejo seu rosto belo e intocável,
impecável na simples moldura prateada
minimamente iluminada pela luz da madrugada.

Vejo seu olhar descortinando a janela de minha alma,
suas mãos quase tocando minha face
acordando todo meu ser,
preparando meu amanhecer.

Vejo você apenas por esse pedaço quadrado,
como se sob meu amor-abrigo ainda adormecesse.
Madrugadas de lua cheia...
invadem este lado do quarto
deitando luar em seu porta retrato...
acordando meu amor por você!

((•)) Ouça este post

1 comentários:

Jeanne disse...

Lindo poema, Sonia. Teu blog é tão bonito e bem elaborado, dá muita paz passar por aqui.
Beijos

Related Posts with Thumbnails
Ocorreu um erro neste gadget