sábado, outubro 03, 2009

O SILÊNCIO QUE CURA

Às vezes, quando sinto o espírito atormentado por certas melancolias do passado, gosto de refugiar o pensamento no conforto do silêncio.
Não aquele silêncio imposto pela sensação de solidão e abandono.
Mas refiro-me ao silêncio buscado, aquele que alimenta sua alma e acalma seu corpo.
Esse silêncio, para mim, pode estar:
* na comtemplação de uma noite de lua cheia;
* no tic tac do meu cuco;
* no ronronar gostoso da minha gata linda e companheirinha de todas as horas;
* no passarinho que vem à minha janela brindar-me com seu canto;
* na voz das crianças brincando no playground;
* no cheiro da chuva que se aproxima;
* naquela flor em broto que teimou em germinar, mesmo com falta de água e trato;
* no som calmo de um solo de piano;
* nas letras daquele livro desejado;
Enfim... o silêncio muitas vezes faz-se necessário para ouvirmos o chamado da nossa alma para as coisas simples e importantes de nossa vida.

((•)) Ouça este post

1 comentários:

JR disse...

Nossa ,navegando no teu blog ,fiquei mole de pena do elefante filhote, que caiu na agua e depois achei que ele ia nadar,nadar e morrer na beira da praia,pois aquela manada em cima dele.rsrs
Mas graças a Deus terminou tudo bem e que exemplo de união familiar nos deixam os elefantes ,proximo a data que comemoramos o dia deles.
muito bom o teu video ,parabens pela escolha oportuna.
abraços

Related Posts with Thumbnails
Ocorreu um erro neste gadget